Reinauguração do Palácio das Festas: Mais de meio século de história.

Palácio das Festas, cenário ao longo de mais de meio século para importantes datas e acontecimentos históricos da região retoma atividades.

Uma data histórica para a preservação da memória e do patrimônio material e imaterial de um povo. O Palácio das Festa foi aberto ao público no último sábado (13/01) com uma programação especial. O espaço estava fechado a vários anos por comprometimentos em sua estrutura física e sem recursos para sua restauração.

Muitas famílias cururupuenses que residem em outras regiões do pais e convidados , testemunharam a reinauguração do Palácio das Festas, Sede Administrativa e Social da AFAC.

A reinauguração foi possível graças a iniciativa da Associação dos Filhos e Amigos de Cururupu (AFAC), que a dois anos adquiriu a concessão de uso do prédio por meio do Projeto de Lei 390/2015. A recuperação do espaço resgatando os traços de sua história, é a sensação transmitidas por cada membro da AFAC ao longo dessa trajetória de reconstrução, em devolver à população um equipamento que faz parte da memória afetiva de tantos cidadãos, e cuja beleza arquitetônica se revela nos grandes acontecimentos realizados nesse local.

A AFAC foi fundada em 16 de fevereiro de 2009, após as comemorações referentes ao Jubileu de instalação da Missão Canadense São Jacinto em Cururupu. Entidade sem fins lucrativos, finalidade política e religiosa, de caráter social e cultural e gestão comunitária composta por número ilimitado de associados.

Pela manhã a solenidade iniciou com benção espiritual, em seguida a composição do dispositivo com a presença de várias autoridades, entre elas: Paulo Silvestre Avelar Silva, Diretor presidente da AFAC; Rosária de Fátima Chaves, Prefeita de Cururupu; Roberto Brito Costa, Coordenador do Núcleo AFAC de Cururupu; Natalino Salgado Filho, Membro da Academia Brasileira de Letras do Maranhão; Douglas Lima da Guia, Juiz de Direito da Comarca; Francisco de Assis Filho, Promotor da Comarca de Cururupu; Ademir Costa, Primeiro Presidente da AFAC e o vereador Roberto Pestana, representando a Câmara Municipal de Vereadores.

Roberto Brito coordenador do núcleo AFAC de Cururupu, falou da emoção e orgulho de fazer parte da Associação, e de viver este momento sonhado a dois anos atrás. “Hoje reinauguramos este prédio histórico, que muitos de nós guarda em sua memória bons acontecimentos vivenciados aqui; os diplomas escolares, bailes de carnavais, juris populares, contagens de votos de eleições municipais entre outros”.

No prédio foi inaugurada uma Galeria em homenagem aos filhos ilustres de Cururupu, a qual também abrigará uma biblioteca que recebeu uma doação de 600 livros do professor e médico, Natalino Salgado Filho. Eternizados na Galeria estão: Antônio Jorge Dino, Gervásio Protásio dos Santos, Natalino Salgado Filho, Pe. João Filion, Liberalino Pinto Miranda, Manoel Assunção da Costa Goulart, Djalma dos Santos Frazão, Cesário Guilherme Coimbra, Flávio Gaspar Picanço, Maria da Glória Pires Martins e  Edmundo Silva.

Paulo Silvestre Avelar Silva, Diretor Presidente da AFAC, durante a solenidade lembrou que no dia 14 de maio do ano de 1954, famílias cururupuenses, entre eles o Dr Antônio Jorge Dino, mentor da criação do Centro Cultural da época, tornavam real o sonho de disponibilizar à sociedade um outro espaço de convivência comunitária e social, destinada a parte da recreação. Surgia então  o Palácio das Festas.

O Diretor Presidente concluiu dizendo: “Quero registrar que a AFAC nasceu dessa necessidade de a gente dar um pouco daquilo que nós recebemos. Lembro da Missão de São José de São Jacinto, padres, freira, leigos, pessoas que vieram de longe e conosco somaram, e conseguiram dar um avanço muito grande nessa terra, principalmente na educação. É com grande satisfação que hoje fazemos esta entrega, cada tijolo, cada pá de cal, cimento, tudo que foi utilizado, foi com fruto único de nossas doações, nossas mensalidades. Eu posso arriscar e dizer aos senhores que aqui houve um investimentos de mais de 150 mil reais”.

A Prefeita professora Rosinha manifestou sua satisfação e agradeceu a Deus por permiti, enquanto filha de Cururupu e hoje representando a municipalidade, poder estar participante com filhos e amigos da reinauguração deste espaço, que é história de várias gerações. Lembrou que Cururupu tem toda uma conjuntura do século XIX e que as vezes não se percebe, e vai mudando. Falou da importância de mantermos a arquitetura da cidade, e fez referência a originalidade do centro histórico que somente o município tem na região.

Elogiou a atitude que a AFAC teve,  enquanto terceiro setor, formados por amigos e filhos, de lutar no coletivo, no mutirão que muitos não acreditavam. “ É assim que se pode trabalhar pelo coletivo, pela história de uma cidade como Cururupu, unindo-se os três setores. Dessa forma sim, a gente se une e poderemos melhorar o espaço que é referência para cada um. ” A prefeita continuo com um pedido a todos; “Vamos buscar formas no coletivo de resolver, e recuperar o histórico prédio da prefeitura, sede do poder executivo municipal. Não podemos perder esta estrutura colonial histórica que nós temos. Podem contar comigo e vamos continuar lutando para fazer de Cururupu a referência que ela tem com seus quase dois séculos!”.

A Escola de Música Liberalino Miranda volta às suas atividades no antigo prédio. O maestro Miranda Neto recebeu as chaves do local, oficializando a partir desta data a permanência da Escola de Música no local para suas atividades.

Reportagens e Fotos Heraldo Wéllen                                                                                                        escreva Email contato@cururupureporter.com.br

Compartilhe
  • 218
    Shares

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.